Dr. Alvaro Grossi

 


Prótese de Porcelana

Prótese Dentária de Porcelana

As próteses dentárias de porcelana pura (ametálicas) são divididas de acordo com sua composição em dois grandes grupos: Alto Conteúdo Cristalino e Alto Conteúdo Vítreo.

Os integrantes do primeiro grupo de próteses dentárias são conhecidos como cerâmicas de óxido, principalmente óxido de alumínio (alumina) e óxido de Zirconio (zirconia). São muito resistentes e podem ser utilizadas na confecção de próteses fixas muito amplas, em zonas de alto esforço mastigatório. Porém, como desvantagem são mais opacos, o que os faz menos estéticos em determinadas situações clinicas, mas são muito úteis para camuflar dentes muito escurecidos ou com pinos metálicos.

Casos clinicos prótese de porcelana

Exemplos dessas cerâmicas (porcelanas) são Procera Alumina, Procera Zirconio (Nobel Biocare, Suiça), IPS e Max Zircad (Ivoclar Vivadent, Lichteinstein, Alemanha), Inceram Alumina ou In-Ceream Zirconia (Vita Zahnfabrik, Alemanha).

Já do grupo rico em vidro fazem parte as porcelanas com alto conteúdo de Sílica (Cerâmicas de dissilicato de lítio), e baixo conteúdo cristalino, sendo mais translucidas, portanto, mais estéticas. São indicadas para a reabilitação da zona anterior. Suas desvantagens são menor resistência do que as cerâmicas de oxido. Exemplos dessas próteses dentárias porcelanas são IPS Empress System, IPS e Max Press e IPS e Max CAD/CAM (Ivoclar e Vivadent).

 
(51) 3012-4070
(51) 4063-8333
(21) 9900-39072